segunda-feira, 20 de agosto de 2012

6 anos de saudades....

Apesar de terem passado 6 anos a dor continua presenta na minha vida. Foi tudo tão inesperado, tão rapido, toda a gente ficou em estado de choque. Sendo agosto a maior parte das pessoas estava de féria, não foi fácil contacta-las.... Estavas a sentir-te mal desde à 5 dias, tinha ido contigo ao centro de saude, um médico qualquer atendeu-te, estavas cheia de tosse, a tua médica de familia tinha-se reformado e nem te quis ouvir quando lá foste uns dias antes... Sabiamos que tinhas cancro, estavamos a aguardar que te chamassem para a quimioterapia, tanto tempo... mas tinhamos esperança, muita esperança...

Não melhoravas, cada vez tinhas menos forças, estavas mais cansada. Foste para o hospital na ambulância dos bombeiros, que não te tratam nada bem fiquei tão mal impressionada com eles... Não tinhas forças para descer as escadas, chegaste ao hospital de cadeira de rodas, fizeram a triagem, desmaiaste na casa de banho... meu Deus, o chão fugiu debaixo dos meus pés!!!!

Passei desde as 13 até às 20 horas sem saber nada de ti. Quando tomei coragem de perguntar no balcão responderam-me cheios de simpatia que ali não era zona de visitas mas meia hora depois lá me chamaram... Não sabiam o que tinhas, podia ter sido um AVC ou do coração, estavas estabilizada, podia ver-te. Gostei de te ver, estavas animada, dizias que tinhas sido bem tratada, que agora é que ias ficar bem e estavas preocupada por estar tanto tempo longe do meu menino, que na altura tinha 18 meses e era a tua vida. Tive de respirar fundo muitas vezes para não chorar, para não te mostrar como me sentia mas sai de lá cheia de esperança, por te ver tão animada. Se soubesse que era a ultima vez que te via com vida...

Fui para casa mais descansada, beijei o meu filho e disse-lhe que ias ficar melhor, tive tanta esperança... Dormi bem como já não fazia à vários dias e quando acordei liguei para o hospital. Disseram que já não estavas nas urgências mas que quando lá fosse devia ir acompanhada. Pobre inocente que pensei que estavas já num quarto... arranjei-me sem pressa e fomos os 3 até ao hospital. O meu marido ficou com o menino a brincar no jardim e eu fui para saber de ti.

Quando me chamaram e disseram que tinhas falecido o meu mundo ruiu. Como era possivel???? Nesse dia perdi um bocado de mim que nunca mais vou recuperar. Passaram 6 anos sem ti. Perdi a minha melhor amiga, a minha confidente. Deixei de acreditar no mundo que te tratou tão mal, num Deus que cruelmente te levou, nas pessoas que não te conseguiram salvar...

Todos os dias sinto a tua falta, de não poder conversar contigo, de não poder partilhar bons e maus momento. Todos os momentos especiais como a chegada do teu novo neto, festas de aniversário de familiares, casamento e batizados, penso que poderias ter estado comigo e não estiveste.

O tempo não atenua a dor, a revolta. Só faz com que aprenda a viver melhor com ela mas no meu coração existe um vazio que nunca mais será preenchido até ao ultimo dia da minha vida.

Amo-te mãe e sinto tanto mas tanto a tua falta todos os dias da minha vida. Porque partiste, porque me deixaste, porque não tiveste uma 2ª oportunidade??? A vida é tão injusta...  :(

12 comentários:

  1. A vida é mesmo muito injusta, muito cruel...

    Um beijo carregadinho de muito mimo para ti!!

    Célia

    ResponderEliminar
  2. Um beijinho grande para ti, fartei-me de chorar com o teu post, comoveu-me muito,a mãe é sempre a mãe. Ninguem nunca ocupará o lugar dela, ainda mais quando é presente, amiga e confidente.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Tens um miminho no meu cantinho.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Um beijo grande Maria!
    Muita força!

    ResponderEliminar
  5. Como entendo cada palavra tua...
    E não ha nada que possa dizer que seja reconfortante....

    Um Beijo Bem Grande e um abraço Bem apertado!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  6. Minha querida, eu quando soube nem queria acreditar. Não podia ser...

    Infelizmente era verdade e neste momento não há nada que possa dizer que atenue a tua dor e a tua revolta.

    Um grande beijinho.

    ResponderEliminar
  7. :( Um beijinho miga, entendo perfeitamente a tua dor e saudade

    ResponderEliminar
  8. Minha querida, compreendo-te bem... e como n podia deixar de ser lá me puseste a chorar ai ai, qq dia bato-te :p

    Assim é a vida....mas tu sabes dar valor ao que tens, agarra-te a isso, o teu coração é forte e bonito.
    Uma beijoka grande.

    ResponderEliminar
  9. A vida prega-nos com cada partida :(
    Como eu te entendo, beijinho grande...

    ResponderEliminar
  10. Impossivel ler e não ficar com as lagrimas a rolar face abaixo ;( lamento imenso ;(

    ResponderEliminar

Nome do meu baby mais velho

Nome do meu baby mais novo